Desejo Literário

Comentários

  • Ta ai mais um livro que quero muito ler, ainda mais depois dessa resenha. Gosto de livros com fato histórico.

    http://entrepaginasdelivros.blogspot.com/

  • Eu gosto desse tipo de livro pela delicadeza que nos tocam a alma. A verdade, as emoções, são capazes de nos fazer enxergar.
    Adorei sua resenha! Adorei a proposta do livro.
    Entrou pra minha listinha de desejados…
    Beijinhos,
    Mell – Croissant Parisiense

  • Olá, Dyana!
    Adorei a sua resenha!
    Não despertou o meu interesse em ler por enquanto, mas quem sabe algum dia eu confira a história de perto e tire as minhas próprias conclusões a respeito.
    Bjos.

    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

  • Gih Pinheiro disse:

    Oii, passando pra te avisar q tem selinho lá no blog pra vc!

    beijos

    http://kastmaker.blogspot.com/2011/11/memes-e-selinhos-4.html

  • É ótimo ler livros leves para divertir, mas a leitura não pode ser só isso, precisamos mescla-la com livros com conteúdo, principalmente com aqueles que nos ensinam, precisamos conhecer nossa passado para não cometer os mesmos erros no nosso futuro.
    Parabéns pele resenha, realmente muito boa.
    um abraço
    Gisela – Ler para Divertir

  • Dandara disse:

    Oi Di!
    Estou louca pra ler esse livro, de inicio a capa não chamou muito minha atenção até eu topar com a sinopse, ai fiquei doida pra ler ^^. Bj!

    http://www.falandodelivros.com

  • Muito interessante, gostei da dica. bjs, rose.

  • Paola disse:

    Esse livro deveria ser indicado na escola, ele por si só é um professor. Eu me emocionei e chorei muito durante essa leitura. Concordo com o que tu diz que pessoas assim é que podem ser chamadas de heróis.

    Confesso que antes de ler o livro pouco sabia a respeito do reinado de horror de Stalin, mas através da história muito bem escrita da Ruta descobrir mais sobre essa “guerra” me deixou mais convicta de que o respeito as diferenças deve ser ensinado desde a infância, e usar a literatura para isso é uma forma de atingir o maior número possível de pessoas, para que horrores assim jamais se repitam.

    Que bom que você aborda essa temática das guerras no teu blog! Com certeza tu estás ajudando para que mais pessoas olhem com respeito para essas histórias, e busquem não incitar a guerra, mas sim a tolerância.

    Beijocas ;*
    @pirulitolimao

Deixe seu comentário

Seu e-mail nunca será divulgado ou compartilhado.